quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

DISPERSÃO

Estou sentada em frente ao computador, uma “peça” tão importante para mim nesta fase da minha vida, ela leva-me rapidamente a amigos, conhecidos e desconhecidos, liga-me com um simples carregar de botões ao Mundo. A minha mente fervilha de ideias, preciso de arrumá-las, de encontrar um fiozinho de lã de um novelo muitíssimo emaranhado para escrever um texto que diga algo, que não seja muito confuso até para mim. Se estivesse a escrever à mão, como num passado ainda próximo fazia, ao reler o que tinha escrito, muitas vezes, não sabia interpretar o que lá estava registado, nem sequer conseguia perceber algumas palavras.
Ideias confusas, ideias dispersas, (desarrumadas sei que estão), sentimentos mesclados de prazer, de mágoa, de certezas, de incertezas, … esta “peça” trouxe até mim muita alegria mas também muita tristeza, notícias boas, notícias más, … Será que a amo? Será que a odeio? Que disparate! A “peça” não tem culpa! A culpa é dos homens, de todos nós, que ou porque não sabemos, não queremos, não nos esforçamos, não permitimos, … com que o que nos rodeia se torne melhor.
Vou “saltar” para o prazer que me invade quando “vejo” imagens gravadas nesta “peça” quer seja em fotos captadas ao sabor de um momento de inspiração, quer nas palavras lindas de testemunhos de vida, de desvendar de almas, de subtilezas, de humor, de poesia, … nos cantinhos de todos os que leio com imensa curiosidade.

Para todos que ajudam a tornar os meu dias mais risonhos (eles já são risonhos, não fiquem preocupados) um enorme OBRIGADA por terem entrado na minha vida (e eu tenha tido o discernimento de o permitir).

Nota: Eu avisei que o texto talvez saísse um pouco confuso!
Estou um bocadinho lamechas, deve ser da quadra que estamos atravessando…

48 comentários:

  1. Olá Maria Teresa,

    Confuso? Nem um pouco!
    Muito "nitido"!
    Um Bem-haja a essa "peça" que me permitiu conhece-la, ainda que só virtualmente( e é já tanto!)

    Bjs dos Alpes

    ResponderEliminar
  2. Querida Maria Teresa, esta "máquina" que está à nossa frente é um Mundo, não é verdade?
    Acho que já não vivia sem ela. Sem ela, sem si e sem a nossa amizade virtual que é o melhor disto tudo!
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  3. nesta altura do ano ficamos mesmo assim : lamechas
    kis :=):=)

    ResponderEliminar
  4. Querida Flor a virtualidade permite sem dúvida conhecer muita gente e gente maravilhosa que de outro modo talvez nunca se cruzasse.
    A Flor está viva no meu coração...
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  5. Querida Manuela sem dúvida alguma, as sensações que vão despontando em nós por conhecer gente tão "rica", não tem preço.
    A Manuela tem lugar marcado no meu coração.
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  6. Querida Avogi tu entendes-me:):):) Não costumo ser tão lamechas mas este ano estou do piorio.
    Tu és daquelas que entram e que ficam "comigo":):):)A tia velha também:):):)
    Beijinhos embrulhados para ti!

    ResponderEliminar
  7. Não o amo, nem odeio. É necessário. Conhecemos gente fantástica por aqui (as que não são, não fazem parte da estatística) igual ou muito diferente de nós. Não está confuso o texto, não. Todos nós nos sentimos assim diante dele. Dá pra rir e chorar. Quer melhor?

    Boa noite Maria Teresa (já?) Viste, tens aqui alguém num fuso horário diferente do teu. É bom ou não é?

    ResponderEliminar
  8. Querida Pitanga, se é bom? É maravilhoso...:):):)
    Beijinhos embrulhados para ti!

    ResponderEliminar
  9. Minha boa amiga
    Mais uma vez muito obrigado pelas preciosas visitas que me faz. Também pelos maravilhosos textos que publica, só ao alcance de alguns Poetas.
    O texto de hoje não está confuso não, demonstra até muito bem, com por vezes o AMOR e o ódio andam tão próximos.
    Bjs
    G.J.

    ResponderEliminar
  10. Maria Teresa,
    esta "janela para o mundo", como tudo o que foi feito pelo Homem tem coisas fantásticas e outras que nem por isso (depende de quem a usa), às vezes fico um bocado zangada com ela, tem sempre mais qualquer coisa para me mostrar e ao fim do dia, esqueci-me de comprar comida para a gata lol mas claro que a culpa +e minha e da minha sede de "ver" ;)
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  11. *
    tenho inveja,
    da forma,
    como carregas nos botões !
    ,
    conchinhas,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  12. Minha querida Teresa,

    Por muitas vezes eu chamo;um arrumar,desarrumado:)
    Senti alguma nostalgia,uma pitadinha de saudade,um nadinha de falta de algo que nos transcende...tantas vezes,apesar de termos tudo....
    Ficou bonito seu texto,como sempre o sabe fazer.
    No final acabamos por entender que este mundo a que eu me ligo tambem e entrou no meu mundo assim como no seu....dá-nos algum alento aos dias que simplesmente passam por nós ,não menos alegres dos que vivemos intensamente:)
    Obrigada,por fazer parte do meu mundo!

    Bjinho cheio de luar

    ResponderEliminar
  13. Lamento não estar de acordo mas, acho o texto uma delícia! Obrigada por me deixar entrar tão fácilmente
    Beijões

    ResponderEliminar
  14. Maria Teresa,
    O seu blog é uma ternura, de certeza sai à autora, que vai carregando nesses botões mágicos que nos trazem tanta alegria...

    Estava a ler o texto e a pensar que sempre achei que a MAria Teresa seria um blogger fantástica. Não me enganei! Hoje também o Tio está assim. Deve ser da quadra...
    Beijinho grande!

    ResponderEliminar
  15. Qual confuso, qual quê? Nada confuso.

    Andamos todos um pouco "lamechas"...é o que é :))))))

    Beijinhos com cheirinho a Natal :)

    ResponderEliminar
  16. OI maria teresa
    essa é uma época de ficarmos assim , "lamechas" palavra meio desconhecida pra nós aqui, mas deve ser meio chorosa, dengosa com vontade de chorar por qualquer coisa, é isso nao? rs
    o texto está ótimo como voce sabe faze-lo tãol bem! e tome coragem venha ao Brasil no verão claro!
    bom Natal, e que tudo fique sempre muito bem pra voce .
    muitos abraços

    ResponderEliminar
  17. Estamos no Natal, ficamos mais sensíveis.

    ResponderEliminar
  18. A internet é um meio fabuloso para nos unirmos a quem amamos/gostamos... já não dispenso!

    ResponderEliminar
  19. maria teresa:

    Esta «declaração de amor» define bem a sua personalidade e o seu espírito gregário.
    Somos um pouco blogosferófilos (passe o neologismo) e com pessoas com a sua capacidade afectiva, a sua simplicidade, o seu charme natural... ficamos mais enriquecidos.

    Bem haja... e que este sol de inverno a inunde de calor e de afectos...

    ResponderEliminar
  20. Boa noite, Maria Teresa... ))

    Um admiravel mundo, o virtual. Perigoso como o real, mas com muitas e muitas coisas boas. Retire-se dele apenas o melhor.

    Cumprimentos e um Feliz Natal ))

    ResponderEliminar
  21. MARI TERE
    e por isso eu ando sempre por aqui caída
    no teu blogue. eu pressinto À distancia, mas sabes eu falo da ti avrelha e tudo o que digo é verdade anda há dias me perguntavam se era rela . é real eu so dou um pouco de humor , mas digo-te tem sido bem difícil aturá-la e ainda agora mesmo estava eu no trono sentada e ele entra por lá adentro a me perguntar se pode acender a luz do escritório
    levou uma resonda chorou mmas tem de ser assim . ela nao respeita nem liga a nada entra pelo quarto dentro sem pedir licença sem bater, nada. mesmo estando numa sala cheia de gente ...está sempre sozinha
    kis :=(

    ResponderEliminar
  22. A menina maria teresa quer miminho!
    Pronto, considere-se a menina mais mimada, mais abraçada, mais acompanhada, mais beijada da blogosfera. Está melhor assim?
    Então nós, os que todos os dias (ou quase) a visitamos não damos uma AJUDONA? Não é inha, é ona?
    Beijinho sem papelinho, para ser mais doce.
    P

    ResponderEliminar
  23. Sabe que no meio da dispersão encontramos centros de muita sabedoria... Assim é, no seu texto!
    Assim é no dia a dia, numa milésima de segundo passa pela nossa cabeça um mar de ideias e pensamentos e emoções que serão dificeis de captar pelas palavras... Você consegui, de alguma maneira, falar sobre várias coisas que lhe dão alegria e alguma nostalgia.
    Abraço

    ResponderEliminar
  24. E já ninguém consegue viver sem estas "modernices".

    ResponderEliminar
  25. Só é confuso para quem é confuso...

    ResponderEliminar
  26. Querido Gaspar eu não sou escritora, muito menos poeta, mas tenho um apelo muito grande para escrever aquilo que sinto...
    No seu caso, eu sei... é de transmitar por imagens o que os seus olhos vêem e o seu coração sente.
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  27. Querida Mariana nem sempre a sei usar com moderação, estou a ficar muito melhor nesse aspecto e a saber seleccionar conteúdos.
    Coitadinha da gata!:):):)
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  28. Querido Poeta e eu da forma como a poesia brota das tuas palavras...ficamos quites?
    Beijinhos embrulhados para ti!

    ResponderEliminar
  29. Querida Moonlight sem dúvida que ambas estamos no mesmo mundo, através dos "sentires" que vai registando no seu cantinho, fico com a sensação de que a conheço há muito. A sua sensibilidade está lá bem vincada...
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  30. Querida Lilá(s) obrigada por me deixar entrar no seu cantinho tão "florido"...
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  31. Querido Tio a si e à JS devo estar aqui a "expor-me". Tenho a sensação de que o conheço há muito e afinal só passaram dois anos desde que o comecei a "seguir". Dá-me prazer, não tenho dúvidas, adoro contactar com pessoas tão diferentes mas tão "ricas", com tanto para dar...
    Tenho saudades das que entretanto foram "desaparecendo".
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  32. Querido Aflores queiramos ou não, esta quadra que estamos a viver, mexe connosco.
    Beijinhos embrulhados para ti!

    ResponderEliminar
  33. Querida Lis fez uma interpretação correcta:):):)
    Tenho mesmo que me encher de coragem e voar até aí, antes que as pernas me comecem a doer:):):)
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  34. Querida Patty é bem verdade aquilo que diz!
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  35. Querida S* já notei que não...:):):)
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  36. Querido Rouxinal obrigada pelas gentileza que colocou nas palavras que me dirigiu.
    Que o sol de inverno também aqueça a sua vida!
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  37. Querido Salvador bom dia!
    Faço o possível por fazer isso, retirar o bom, mas nem sempre é possível.
    Obrigada pelos votos formulados, para si e para a sua família tudo de bom.
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  38. Querida Avogi eu sei que a "tia velha" é real e sei como é difícil termos que cuidar de pessoas com idades muito avançadas, nós também somos gente com os problemas inerentes à nossa idade, temos que tomar doses reforçadas de paciência mas, normalmente, esses "entes" merecem.
    Deves tratar o assunto com o humor que te é característico ou então deixas de ser quem és, minha "destrambrulhada louca", pessoa de quem gosto muito. És genuína e isso é raro nos dias de hoje.
    Beijinhos embrulhados para ti e dá uns à tia, enaquanto ela se entretém com eles a desmbrulhá-los, tu descansas um bocadinho.

    ResponderEliminar
  39. Querida Terezoca és uma bruxinha deliciosa, ando mesmo em busca de miminhos, adivinhaste!
    O tempo está a escapar-se, ultimamente tenho sido muito solicitada pela família e nem sempre para ajudar em "tarefas" agradáveis...mas é mesmo assim, sempre o foi e sempre o será.
    Quem te disse que os beijinhos embrulhados são menos doces que os desembrulhados?
    Toma lá! Apanha! Cá vão eles os meus beijinhos embrulhados!

    ResponderEliminar
  40. Querida CF conseguiu captar muito do que eu sentia ao escrever este texto.
    Esta altura do ano, pode ser "diabólica", traz-me recordações maravilhosas e outras péssimas, torna-se difícil para mim ser mais racional, o meu lado emotivo vem mais à superfície.
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  41. Querida Calendas e não somos ambas mulheres todas "para a frente"?
    Saudades muitas!
    Beijinhos embrulhados para ti!

    ResponderEliminar
  42. Querido Pinguim, concluo que tu não és confuso rsrsrsrsrs.
    Beijinhos embrulhados para ti!

    ResponderEliminar
  43. Esta "peça" também fez um bem enorme às nossas vidas. Em um determinado momento houve um vazio...que foi preenchido pelos novos amigos feitos através "dela"!
    Um dia explico...
    :D

    beijocas

    ResponderEliminar
  44. Querida Gata tal como a "raça a que pertence", sou muito curiosa, fiquei com a pulga atrás da orelha :):):)
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  45. Querida Amiga, a "Peça" é um instrumento nas nossas mãos, uma marionete a nosso bel-prazer, porque só nos magoam aqueles que nós permitimos...Se os seus dias não fossem tãoooo risonhos, não nos presentearia com as Maravilhosas Peças (através da "Peça"!);) Lamechas?! Sobretudo nos manuscritos, aqueles que nunca são publicados - é da Época, argumentamos! Beijo Desembrulhadooooo

    ResponderEliminar
  46. Querida Tela tem toda a razão...não me posso queixar, tenho dias bastante risonhos, muitos até, que "engolem" os mais sombrios...
    O Inverno vai passar depressinha, depois do Natal os dias começam a ser maiores,...
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  47. Eu já não passo sem a minha "peça". Muitas vezes dá-me trabalho mas a maior parte das vezes arranca-me sorrisos quando entro neste mundo virtual.

    Bjokas*

    ResponderEliminar
  48. Querida C*inderela uns dias amamo-la noutros odiamo-la:):):)
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar