quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O CHANFRADO

À semelhança de muita gente da nossa praça que afirma que  a culpa nunca é dela mas sim dos outros, excepcionalmente, vou fazer o mesmo e todos me vão dar razão, será?
Pois é! A culpa foi dele…eu estou inocente!
Não sabem de quê? Não fazem ideia do que estou  a falar? Se tiverem paciência para ler este texto até ao fim  vão ficar a saber a história.
Tive um fim de semana muito recheado e diferente. Comecei  sábado, logo de manhãzinha, por assistir pela primeira vez a um workshop sobre “Iniciação à Pintura Country”, o primeiro de outros que pretendo frequentar sobre várias técnicas de “Artes Decorativas” (os poucos worhshop a que assisti estavam ligados com temas que diziam respeito à minha profissão). A “ crise” está a empurrar-me para as “novas profissões”, daqui por um ano deve ter montanhas delas!
Uma das características deste tipo de pintura (estou a referir-me à country) é a imitação de trabalhos de costura feita com retalhos. Para isso, são feitos pespontos com pincéis liner, o que é muito fácil .
Mas há outra condição, os sombreados. Estes são essenciais para dar “vida” ao desenho,sem eles não há nada de country, são o “diabo”, não são normais, têm que ser feitos com um pincel diferente, um pincel chanfrado e para se conseguir dar-lhe bom uso é o “bom e o bonito”… 
É de pêlo sintético, saber usá-lo tem um segredo e é preciso praticar muito.


Durante algumas horas (com mais cinco jovens senhoras de quem podia ser mãe) e com um pequeno intervalo para um chazinho e scones, empenhei-me totalmente como aluna, mas suspirei muito…há muito tempo que não suspirava tanto.
Como confessei já muitas vezes, sou uma perfeccionista (em avançado estado de cura, felizmente) e na minha opinião as sombras não correram nada bem…a professora bem me gabou mas não me convenceu.
A caixa que está na fotografia, ainda está muito incompleta, não tem a maior parte das sombras, nem os “alinhavos”, tem apenas as pinturas base. Reparem na gentileza com que a seguro, eu até fico admirada com esta “doçura”, logo eu que tenho andado com vontade de dar uma martelada na cabeça de muita gente…”mas isso agora não interessa nada”.
Hoje digo que a única culpa que tive foi em ter-me metido com um chanfrado (o que aliás não seria a primeira vez). Quanto à não perfeição do trabalho a culpa não foi minha, foi dele…tem que se tratar urgentemente e deixar que pessoas como eu, sem prática nenhuma, criem uma obra prima logo à primeira.

O sábado não terminou aqui, outra tarefa me aguardava, fazer a máscara de Carnaval Esta criação resultou melhor, muito melhor! A sua descrição fica para uma próxima!

20 comentários:

  1. torci o pescoço para apreciar melhor o desenho e confesso que está no bom caminho :) também sou daquelas que gosta que as coisas saem logo bem à 1º.

    Bjokas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida C*inderela tenho que publicá-la pronta...o desenho é um senhor peru e não tenho dúvidas de que as sombras é que lhe dão mais "graça":):):)
      Beijinhos embrulhados para si!

      Eliminar
  2. Maria Teresa,
    Está muito gira...Estou cheio de curiosidade para ver máscara!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido Tio não fique com muitas expectativas...já fiz outras mais interessantes. Esta em oposição ao trabalho da caixa deu-me mais prazer,as crianças ajudaram o que deu algum rebuliço e "zangas":):):)
      Beijinhos embrulhados para si!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Querida Autora é muito bom sentir o seu carinho.
      Beijinhos embrulhados para si!

      Eliminar
  4. Maria Teresa é uma senhora cheia de dons, gostei muito.
    Já tinha tantas saudades suas :D
    Abraço doce
    Sairaf

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Sairaf e eu também.Tenho tanto para lhe contar...
      Beijinhos embrulhados para si!

      Eliminar
  5. ahahah Pois eu julgo que deve ter sido muito divertido, pelo que tudo isso são pormenores.

    ResponderEliminar
  6. Querida S* foi divertidíssimo...eu meti-me com as outras "jovens", elas aceitaram bem as minhas provocações. Gosto muito de lidar com pessoas da sua idade,aceitam melhor brincadeiras do que algumas das minhas amigas que levam a vida demasiado a sério.
    Beijinhos embrulhados para si!

    ResponderEliminar
  7. Respostas
    1. Querida Margoh eu também espero que sim! Temos que nos rir de nós mesmas, a vida fica mais "leve" ... Muito obrigada!
      Beijinhos embrulhados para si!

      Eliminar
  8. Curioso, grande parte dos colegas professores que se aposentam viram-se para as artes! e por vezes conseguem surpreender-me! Espero agora pela más cara...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Lilá (s) eu tenho a ousadia de me meter em muitas coisas:):):) Como já tenho idade para me gabar,sem falsos pudores, confesso-lhe que sou muito habilidosa.Para além disso fui educada para ser uma dona de casa exemplar :):))Aprendi de tudo...menos pintura e canto (este por motivos óbvios, sou um desastre a cantar:):):)
      No liceu ainda pintei e desenhei uns mamarrachos, só tirei boas notas a desenho quando este era geométrico.
      Beijinhos embrulhados para si!

      Eliminar
  9. Só hoje reparei que a Maria Teresa estava de volta. E ainda bem. Quanto à sua "obra de arte" mesmo incompleta, parece-me muito bem. eu faria bem pior porque sou uma desastrada, ainda por cima com um pincel chanfrado havia de ser bonito!
    Há uns anos sonhava ter umas actividades assim quando me reformasse (já só deviam faltar 28 anos mas...) mas já começo a achar que, a julgar pelos tempos que correm, vou trabalhar até morrer que sempre saí mais barato ao Estado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Stiletto creia que penso nas pessoas que estão em situação semelhante à sua. Desejo a todos que lhes aconteça como ao meu Pai,reformou-se aos 65 anos e faleceu aos 93...teve um tempo de reforma fantástico,nunca estava parado, sabia fazer de tudo, os netos chamavam-lhe o MacGryver...A minha Mãe beneficiou imenso com isso,ele até aprendeu a cozinhar:):):)
      Beijinhos embrulhados para si!

      Eliminar
  10. Claro que o pincel ajuda muito. Um tipo, mesmo pincel, que se chame, ou seja, chanfrado, é meio caminho andado para acasalar bem com uma chanfrada (e não vejas na palavra um insulto, mas um elogio). :)
    A prova (de que é elogio) é que a linhas tantas dizes que já não é a 1ª vez que te metes com um chanfado, o que prova o teu sentido de humor e de boa disposição. Claro que essa experiência "chanfrada" te deu vantagem sobre as colegas mais novas. A professora, alíás, percebeu logo isso. :)
    Espero que o perú esteja pronto a tempo do próximo Natal, para aqui lhe fazermos as devidas honras.
    Um beijo, de quem não faria má figura se também tivesse frequentado esse workshop e nem te vou explicar porquê. :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido Carapau pois, pois...com uns "enrolamentos" vais levando a água à tua caverna:):):)
      Daqui por uns dias publico uma caixa igual mas completa e feita por uma "sábia" no assunto. Antes tenho que publicar a máscara que fiz e o modo como a fiz, para o meu neto desfilar no cortejo da escola:):):)
      Eu gostava que explicasses! Explicas se eu te pedir por favor?
      Beijinhos embrulhados para ti!

      Eliminar
  11. O que é preciso é estar ocupado, coisa que eu faço pouco.
    A minha vida é computador, ler e ver filmes: é muito pouco...
    Invejo-te (menos nessa coisa "chanfrada").

    ResponderEliminar
  12. Querido Pinguim temos que nos "mexer" ( bem prega frei Tomás faz o que ele diz, não faças o que ele faz), o sedentarismo faz-nos muito mal (estou a ensinar o Padre Nosso ao vigário)
    Leio nas tuas palavras alguma melancolia? Eu ando por aqui...conta comigo, podemos conversar pessoalmente...fazê-lo, por vezes, faz muito bem!
    Beijinhos embrulhados para ti!

    ResponderEliminar